Prós e Contras de uma reforma. 

Se a reforma vai ser grande, a bagunça também vai ser grande. 
Se a reforma vai ser grande, deve ser porque alguma coisa (ou muitas coisas) precisam de reforma, ou seja, tá ruim. Então, entende-se que depois da reforma vai melhorar. Olha aí um pró.
Se você é uma pessoa normal, da classe média brasileira, você vai ter que economizar. Se você é menor, seus pais vão economizar. Isso vai reletir no dia que você estiver lendo O Just Lia, ver algum esmalte ou make que a L mostrou e  tú tá doido pra comprar. :” Mãe, me empresta dois reais pra eu ir ali na farmácia, porque eu tô juntando dinheiro/gastei o dinheiro comprando tal coisa ?Tá, tá. Mas aí todo mundo vai se afundar em dívidas  porque tem a reforma esse mês, mas tudo bem… ” Pronto, é a chantagem emocional conhecida por todos. Super contra. 
Se sua mãe é exagerada como a minha, ela vai querer sair do apê até o fim da reforma. Mas vocês não tem pra onde ir. Ou vão pra casa da vó, vó, tia, tio, papagaio super londe da sua casa/colégio/trabalho ou então você tem que morar em um Hotel durante alguns meses. No primeiro caso, a casa do parente é apertada, você tem que viajar umas 2 horas de ônibus todo dia e não pode levar as suas coisas porque o espaço é pequeno. Tem que dividir a tv da sala com todos e tem que ver Caminho das Índias. E o computador então nem se fale. Ou tem um priminho/sobrinha pequena que fica jogando aqueles joguinhos, e você fica longe de poder postar no Twitter ou no seu Blog. E sua mãe fica falando que você deveria aproveitar para estudar. Segundo caso, o hotel, também é apertado. Dificilmente você consegue mais de um quarto no mesmo apê, tudo bem pequeno. Acaba tendo que assistir a mesma coisa que sua mãe: Caminho das Índias e sem usar o pc, longe do Twitter e do Blog. Se você consegue levar seu computador, é um milagre. Ponto pra você. Mas sua irmã quer mecher e jogar joguinhos. Você quer ver Tv, porque você levou um dvd e uma tv pra você, mas não pode, porque aquele filme de Suspense que vai passar sua irmã vai ter medo e não vai dormir.
Nos finais de semana você finalmente acha que vai estar tudo bem, você vai poder dormir até tarde, e ficar em casa comendo chocolate vendo filme. Nãão, porque sua mãe diz que ficaram dentro de casa a semana toda e precisam sair. Vão pra casa de outro parente e passam o fim de semana lá. Se você quer sair com as amigas, não dá. Porque não pode ficar em casa sozinho, tem que ir pra onde sua mãe está. Se você é adulto, nossa, sem problemas. Mas os bonzinhos menores de idade não podem. Você tem trabalhos pra fazer e projetos. No domingo de manhã você acha que logo vai voltar pro hotel, sentar na frente do seu pc e mandar ver. Mas não é educado sair antes do almoço. Você fica pra almoçar, depois tem que lavar a louça, e sua mãe manda você arrumar suas coisas. Sua mãe/seu pai senta, pega o jornal e quando você termina tudo, acha que já estão indo, tá na hora do cafézinho. No fim, você acaba saindo de lá depois das 6 da tarde, com mais duas horas de viagem até em casa, são 8 da noite. Você toma um banho, e tá tão podre que só quer dormir. E o trabalho fica sem fazer. 
No outro dia, no colégio, lembra daquele livro que você tinha que levar. Já basta o zero no trabalho. Mas o livro tá lá no seu apartamento. Consegue uma justificativa com sua mãe por escrito, e pode trazer no outro dia. Naquele dia mesmo você vai no seu apartamento e se depara com pedreiros almoçando na sua cozinha. No seu quarto, seu irmão dormindo com os amigos, ou a namorada. Você pega o seu livro, vai pra casa, e quer ver um pouquinho de tv. Mas sua irmã tá lá. 

Bom, não para por aí. Tem muitos mais contras do que prós nuam reforma durante ela, mas depois você fica tão orgulhoso do seu trabalho duro aguentando todas as consequencias. 
 Alguém aí tem uma aventura de reforma pra contar? :3